Sant - B.O. (part. Coé) - Clickletras.com.br


Letra B.O. (part. Coé)


[Introdução: MC Marechal]
Sem medo, sem arrependimento
Só estudo pra vitória
Força! Atenção!

(Os menor tão bolado...
Os menor tão bolado, ja é
Só menor bolado!
Tudo palmeado, meu primo!
No setor, qual é, da frequência?
Ei... TD2)

[Verso 1: Sant]
Daqui de cima eu to vendo tudo acontecer com rojão
E o radinho na cintura pra dizer que...
Se o k.o. prevalecer, eu não quero nem saber
Só rajada vai descer sem dó!
Do pó vinemos e pra onde vamos
Não sei o que temos, mas sei onde estamos
Na nossa posição não tem como escolher
Vai defender o patrão ou deixar ele tu defender?
Se eu morrer tem mais cem aqui
Má treta e
Má trinca se você vier tentando nos pacificar
Mas sua segurança vem portanto uma HK
Faca na faveira e me chama de matador
Então me responde: Qual farda que mata dor?
A faca na caveira que esculacha morador?
Ah, já sabemos em qual farda mora a dor
Talvez na escola pública nos expliquem
Que o playboy de merda quer mesmo que vocês fiquem
Acatando a ordem que nos mata
E você não entende que tu tá na merma barca, né?
Talvez na escola pública não expliquem
Que o playboy de merda quer mesmo que vocês fiquem
Acatando a ordem que nos mata
E você não entende que tu tá na mema barca, ô, babaca!
Sua morte é lenda, pra que você sinta
Já que a minha foi datada eu não vou passar dos trinta, né?
Negro, não reclama do magro arrego
Porque o chumbo é grosso e eu to na sessão de descarrego
Eu descarrego, eu nego! Foda-se o seu boletim!
Quem mandou você querer subir no meu dia ruim
Vai descer sem ver a cor nem a placa
Meu setor que te emplaca
Solta essas ficha, nóiz só aposta all in
(Toma, toma)

[Refrão: Sample - MC Coé]
Vem que tem, vem que tem, vem que tem
Pode vim vem
(4X)

[Verso 2: Sant]
Os menor tão entrando por crime, depois da escola tirando plantão
Cadê o pai dessas criança? Nem eles sabem onde tão
Eu mesmo já tentei argumentar
E falar que não é vida pra eles, mas porra, quem não quer brilhar?
Sabadão galinha, cheio de cachorra
Que se amarra num bandido, e eu sei... Vida é curta!
Só que eu aprendi que quem vive de boca é cantor
Mas e quem não canta? Surta
Quer ser rei, já falei... Vida é curta!
Aprendi que quem vive de boca é cantor
Mas e quem não canta? Surta
E segue o boletim, que pra min não equivale é a margem que cês dão
Eu tive que afastar pra entender, nóiz mesmo apoiamo a nossa extinção
Nós dão droga, arma, morte, falso comando pra achar que é suporte
Do "nada" vem Copa, gringo, Globo, nem um frente sobrevive ao corte
(Eles pensam que eu não tô ligado, né!? Tá bom...)

[Refrão]

[Verso 3: Sant]
Seja bem vindo a ZN, onde tudo ocorre
Inocente morre, gênios tomam porre
E o suor escorre em vão
Com petisco e cerveja seja o que você quiser ser
Nunca vou dar de bandeja o meu coração pra você cumê
Filha da...

[Outro: Piano]