Sabonetes - Flores - Clickletras.com.br


Letra Flores

Ela me deu noutro dia
Um colar (de flores)
Eu pendurei
Na parede do ático

Desse colar
Com seu leve perfume
(De flores)
Ela embebeu
Essas rosas de plástico

Me embriaguei
Com seu cheiro no ar
(De flores)
Me alucinei
Com o seu poder mágico

Eu inalava feliz
Seu perfume
E já sentia brotar
Dentro de mim
Um desejo um ciúme
Dela
Eu passava a gostar

Mas o colar
Não eram só flores
Nela eu notei
O seu jeito suástico

Sempre a fumar
Falava horrores
Me magoei
Com o seu ar socrático

Triste em meu quarto
Olhei pro colar
(De flores)
Tinha um abrigo
Um refúgio
Em seu fio elástico

Eu inalava feliz
Seu perfume
E já sentia voltar
Dentro de mim
O desejo o ciúme
Dela
Eu tornava a gostar

Mas era fato
O seu jeito vulgar
Estar a seu lado
Tornou-se tão péssimo
Eu, desolado
Buscava o colar
Mas me esperava
Em meu quarto
Um desfecho trágico

Eu a buscava
Como de costume
Eu só queria me voltar
Mas no colar
Não havia perfume
Evaporou-se no ar