Rita Benneditto - Cocada - Clickletras.com.br


Letra Cocada

Ai meu Deus se eu pudesse

Eu abria um buraco

Metia os pés dentro criava raiz

Virava coqueiro trepava em mim mesmo

Colhia meus côcos meus frutos feliz

Ralava eles todos com cravo e açúcar

E punha no tacho pra fazer cocada

Depois convidava morenas e loiras

Mulatas e negras pra dá uma provada

Depois satisfeito de tanta dentada

Na boca de todas eu me derretia

Aí novamente eu abria um buraco

Metia os pés dentro com toda alegria

Virava coqueiro trepava em mim mesmo

Colhia meus côcos fazia tachada

Com cravo e açúcar ficava roxinho

Ficava doidinho pra ser mais cocada


Côco, côco, cocada, Côco, côco, cocada,

Côco, côco, cocada, Côco, côco, cocada,


Depois satisfeito de tanta dentada

Na boca de todas eu me derretia

Aí novamente eu abria um buraco

Metia os pés dentro com toda alegria

Virava coqueiro trepava em mim mesmo

Colhia meus côcos fazia tachada

Com cravo e açúcar ficava roxinho

Ficava doidinho pra ser mais cocada


Côco, côco, cocada, Côco, côco, cocada,

Côco, côco, cocada, Côco, côco, cocada,


Côco, côco, cocada, cocada pra sinhô, cocada pra sinhá

Côco, côco, cocada, cocada pra ioiô, cocada pra iaiá