Rima Criminosa - Triste Realidade - Clickletras.com.br


Letra Triste Realidade

O noticiário mostra a triste realidade de todos os dias
Já viro cotidiano bala no crânio ódio e chacina
A desigualdade infelizmente impera no Brasil
Com gambé derrubando sua porta cala a boca me passa logo o fuzil
Ladrão planejando rebelião na febem
Seqüestro relâmpago cano na cara do refém
Ir a frente da câmera da emissora mais hipócrita
Mostra que a miséria faz teu parente virar autopsia
A falta de compaixão o egoísmo e individualidade
Promove a morte a desigualdade e maldade
O político contente deixa o povo na sarjeta
Mas pede paz quando depara frente a frente com a escopeta
Não se preocupa nenhum pouco com o pivete que dorme no frio
Que já aos 12 anos fuma crack e troca tiro com a civil
O diamante valioso da sua piranha metida
Seu corpo em chamas derretendo pelo menor de cocaína
O rico nem ta ligando se você vai viver ou morrer
Só se preocupa com jóia ouro e no seu Audi TT
Gasta milhões no casino e não doa cesta básica
A bala que deforma sua cara é reflexo da podre pátria

Esquecimento pra favela descaso da autoridade
Rima Criminosa trafico da realidade

No pronto socorro sofrendo com rasgo na testa
Lutando pra vive no chão gritando por assistência medica
A bala do fuzil HK que fura seu cérebro
A rachada da escopeta pelo seu cartão de credito
É causado pelo político que tem AP Miame
É diferente do ladrão que te afoga no rio de sangue
Que pelo desespero corta seu pescoço
Também pela corrente de ouro e alimento no almoço
Você não vai ser arquiteto nem matemático
Só um analfabeto faminto ou traficante do bairro
Sua mãe implorando pela esmola na igreja
Você com 7 anos cantando o resto na lateral da fera
Desde cedo já dão crack e fuzil pro menino
Não quero ser outro mendigo estraçalha a cabeça do político
O pivete raivoso cansou de vender chiclete
Agora viro o seqüestrador que arranca seu dedo com o canivete
Num país da impunidade cheia de políticos corruptos
Que quer ver o pobre morando numa goma de entulho
Que não faz nada pra melhorar o padrão de vida
Invés de dar livro pra criança distribui cocaína

Esquecimento pra favela descaso da autoridade
Rima Criminosa trafico da realidade

É isso que o sistema deseja pro seu futuro
Você invadindo a mansão gritando vai vaca passa tudo
Pro estado de controlar como se fosse marionete
Pro porco do PM te mandar pro IML
Quando chega no sinaleiro o boy fecha seu vidro
E vira a cara pro pivete que faz malabarismo
Você com fome sem emprego vivendo na miséria
É foda ver o boy a 140 por hora num Vectra
Tem jardineiro obra valiosa na parede
Piscina academia BMW e Mercedes
Contraste social a pior causa de todo mal
É foda você passa fome no país do carnaval
Muito sol pouca chuva e incentivo e muita seca
Ainda tem pessoa levando balde de água na cabeça
Não tem planejamento das águas do rio São Francisco
E ainda sofre e passa fome o povo nordestino
Por favor autoridade ajudai essa região
Que é desprovida de chuva perde toda sua plantação
Com enxada na mão bandeira pra ter alimento pra sua família
MST um pedaço de terra só isso pregando a cidadania

Esquecimento pra favela descaso da autoridade
Rima Criminosa trafico da realidade