Rastapé - Bicho do Mato - Clickletras.com.br


Letra Bicho do Mato


Só foi o triângulo tilingar
A zabumba bater
Para poeira levantar

É de noite sinhá
Que é pra morena chamegar
É de noite sinhá
Que é pra poeira levantar

Não tenho medo de macaco
Porque sou bicho do mato
E se pegar meu bacamarte
Macacada tem vez não

Cobra criada cangaceiro
Bandoleiro
Boto fogo no terreiro
E nas quebradas do sertão

É de noite sinhá
Que é pra morena chamegar
É de noite sinhá
Que é pra poeira levantar

Mais cabra macho
No fogão da Paraíba
Quando surge uma intriga
Não tem medo de apanhar

Eu nasci no mato
No mato virei bicho
De bicho virei cobra
De cobra virei homem
E todo mundo quer