NSC - Cara Ou Coroa - Clickletras.com.br


Letra Cara Ou Coroa

Definitivamente cheguei a conclusão,
Vem fácil vai fácil mais quem manda é a precisão,
Olha pro lado ladrão tem cinegrafista amador, se não tem,
Então já era não sei se volto mas vou,
O fim do ano chegou, também quero tomar uma gela,
Dar um mergulho no francês, tirar a mazela
Comprar uns pano nervoso né mo fio nos nasceu "omi"
Uns aba reta do rap, com bermudão da cyclone,
Dez e meia o bicho come, meus afavor já ligou,
Põe geral na ferramenta, que o carro nos já catou
Mandei abastecer o tanque, com o maluco habilitado,
Água no carburador, não pode dá nada errado,
Freio foi regulado, já tá perto do natal,
Ainda não me estabeleci, no mercado nacional
Tô sem grana, advogado, se eu rodar, sou condenado,
Sonhando que um dia chegue, a solução do meu caso,
Nos tudo desempregado, infelizmente é assim,
Às vezes rola perigosas missão pra cumprir,
Pode me achar de ruim, politicos, vermes imundos
Fim da corrupção seria um desejo justo,
No brasil corrompem os três, dinheiro, campanha, eleição,
Maior maquina mortifera, produzindo ladrão
Revolta ou necessidade, vendo a precisão do filho,
Óh pai chegou o dia sei que o senhor está comigo
Me acordei no esquisito tempo nublado na brisa
Me vi todo arrepiado, com um calafrio na barriga,
Uma sensação esquisita, primeiro pé pôr no chão
Prendi o folêgo, respirei, sem essa de superstição
Fiz a minha oração, prometi não ostentar,
Sei que vai da tudo certo, tem umas tia pra ajudar
Nunca tive porra nenhuma, que enlouquece o ser humano
Às vezes me peguei pensando, morrer será um descanso
Por enquanto é nois vivão, diposição de sofredor,
Sempre em luta da vitória, o medo mata os perdedor
Viajei pro interior, o alugue já venceu,
Bolamos, planejamos, esquematizamos, fudeu.
4 Do guetto no carro, hipnotizado sem dó
Em busca de quem tem demais, pelos dia melhor.
Minha estrela maior, meu filho, o que eu sempre quis
Preciso da uma condição a ele, uma vida feliz.

Aí maluco qual que foi, o rap onde é que tá?
Você disse no de pinote que há luta pra mudar
Nossa mãe no interior reza pra nos ver em paz,
Se tu morre numa dessa teu filho fica sem pai
Eu tô legal dessas parada, ontem mesmo você disse,
Pra morrer ou pra ser preso é só entrar no crime,
Quem quiser que discrimine, não caia nessa não,
Esse tal de tudo ou nada, já matou vários irmão,
Que não parou foi na ambição, só metia fita grande
Sem perceber foi pro errado mergulhou no próprio sangue,
Equipe, grupinho, gangue, tamo junto aê do rap,
Depois que a casa cai os amigo desaparece
Represento o meu nordeste, meu senhor está comigo,
Sei que a dificuldade faz nos cometer delito,
Só não vou achar bonito, o que tá acontecendo,
Pela porra dos malote os moleque tão morrendo,
Se escondendo da policia, que só vem pra atrasar,
Tipo a força nacional que chegou pra exterminar,
O rap não vai caberar pra esses fila da puta
Reconheço o crime é foda, vida de ladrão é curta,
Me ouve mais não escuta, acostumou com o muito fácil,
Melhor ficar de boa, tipo pouco batalhado,
Sei que tá desempregado, que assim não da pra ser,
Só que nois sempre passou, né agora que vai morrer,
A fé vai prevalecer, não precisa desespero,
Prefiro tu livre solto do que preso com dinheiro,
Já se arrisca na esquina pelo aluguel da casa
Tenho teto, alimento, sou rica pra mim tá massa.

Olha só caiu a casa, de outro que foi roubar,
Nos morrer nessa doideira só nossa mãe vai chorar,
Tu lembra tua coroa, um dos seus grande amor
9 Meses pra te ter, sentiu a verdadeira dor
Cara ou coroa afavor, não seria justo não,
Vim cansada do trabalho, e receber a ligação
Do verme policial dizendo que tá com o do rap
Atuado em flagrante, assinou 157.