Matielli Drunk - Rimas Feitas Sob Efeito de Drogas - Clickletras.com.br

Letra Rimas Feitas Sob Efeito de Drogas

Estou mais filho da puta que nunca
Vendo o abismo, a beira de um precipicio
Na sargeta, pensando em possibilidades malucas
Aqui não tem botão de restart pra voltar ao inicio
Estou subindo alguns degraus pra ir ao topo
Fumando como Snoop, to cada vez mais louco
Mesmo bla bla bla de sempre, talvez
Mas há algo que pode ser diferente dessa vez

Ando com meus headphones, ouvindo NWA
Com planos pra ganhar o mundo do jeito que sei
Eu avisei, mano Raylan, mano Morcego, eu avisei
O mundo é pequeno pros meus sonhos de gigante
Eu estrangulo pensamentos que podem me deprimir
A depressão é foda, ela já bateu aqui
Quanta coisa maldosa eu penso antes de dormir
E tive que apagar esses sentimentos pra sorrir

As pessoas dizem que sou muito duro comigo mesmo
Mas isso é só um pretexto
Eles dizem isso porque sou realista demais
Não estimulo sonhos que causem expectativas demais
É meio confuso, talvez vocês me entendam
Ou talvez não, mas vamos lá, compreendam
Expectativas podem causar enormes decepções
E eu sei o quanto é ruim quando sinto essas sensações

Todos pensam que tem algo a dizer
Por uma falsa sensação de poder
Um desejo de querer ser, de crescer
Mas em cima de mim isso não vai acontecer

Eu luto por minha liberdade
Manos, nada melhor que a sensação de liberdade
Liberte-se do medo, ansiedade e responsabilidade
Nem que por 1 segundo, sinta essa liberdade
Eu me afastei das pessoas, desisti delas na verdade
Consegui enchergar toda suas maldades
O ser humano é foda, sempre tem interesse
E eu sou pior, agia como se não percebesse

Um filtro dos sonhos pra minha cama
Eu vivo um american dream, só me resta sair da lama
Pretendo vender milhões com meu próximo disco
Ele tá foda, esperem então pra ouvir ao vivo
Tão construtivo pra quem filtrar as ideias
Tão emotivo pra quem deixar ele entrar em suas arterias
Sinta o som ecoar, entrar em cada póru do seu corpo
Virar sua matéria prima, sinta-se então um louco

Viva o mundo selvagem, mas com amor
Eu vivo o mundo selvagem, mas com rancor
Não façam oque eu faço, sim oque eu disser
Vocês entenderam melhor quando meu disco vier
Eu já pensei muito em "Foda-se o Rap"
Mas o rap é foda, não sai de mim nem se eu quiser
Mesmo sem ser do main stream e receber cash
Cara, eu amo isso, então tento ser o melhor mc que eu puder

Todos pensam que tem algo a dizer
Por uma falsa sensação de poder
Um desejo de querer ser, de crescer
Mas em cima de mim isso não vai acontecer

Vejo muito flow mas pouco conteúdo
E também vejo gente achando que sabe tudo
Tem muito rap na pista mas pouca escência
E o motivo disso? Qual será sua consequência?
Me acham esquisito, por como me visto
Nas ideias que invisto e pelos sons que ouço
Pelas coisas que digo e como tenho agido
Suburbano metido, fodido, falido, movido a bebida barata de posto

Se vocês querem speed flow, lanço com gosto
Mas tem que ter informação pra não causar desgosto
To trabalhando no disco desde Agosto
E pra produção to guardando até o din do almoço
Todos pensam que tem algo a dizer
Por uma falsa sensação de poder
Um desejo de querer ser, de crescer
Mas em cima de mim isso não vai acontecer