Matielli Drunk - Minhas Atitudes - Clickletras.com.br


Letra Minhas Atitudes

Meus defeitos são muitos e são grandes
Já quiz resolver tretas mas nunca igual mahatima ghand
O mundo é imperfeito e eu o defino do meu jeito
Minhas dividas de gratidões tão em um papel com rabiscos feios

Minha vida eu rezumiria até em um pergaminho
Pra ver se se tonar mágica e eu deixe de ser um estranho no ninho
Minhas lágrimas nem sempre são tristes,quase sempre são felizes
Pois na escola da vida somos eternos aprendizes

Como um filme no telecine só que não vou ter reprise
Meu tio luiz ia se orgulhar,ah se ele visse
Vários me julgam prepotente meus fatos são coerentes
E o rezumo da minha vida escrevo como uma corrente

Jáh é testemunha,to nervoso cansado de roer unhas
A vida é uma correria e várias vezes soa injusta
E se não fosse por mim vários já teriam caido
Eu sou um artista da rua que tem os neurônios evoluidos

Falo pouco ,mas quando mando free eu me solto
Quando escrevo é só obra de arte e no fim do dia me esgoto
Sou só eu por eu e deus por todo,isso nunca muda
E quantas vezes eu pedi,pena que ele não me ajuda

Eu fumo mais um trago,escrevo mais um verso
Eu bebo mais uma dose,sem desvirtuar oque prezo
Várias noites passo em claro,poucas noites eu só rezo
Minhas atitudes eu ponho em palta,vivo do jeito que quero (2x)

Querem abordar vários assuntos,assuntos são pressupostos
Ignoram discussões por motivos lógicos
Não se impõem na sociedade,não impõe seus propositos
Por isso hoje em dia não vejo ninguém com brilho nos olhos

Eles acham que nos entendem,esses são os psicologos
Eu me sinto em uma jaula perdendo seus jogos
Jáh me ouve,nem ligo pros seus pensamentos mórbidos
A vida é muito louca,como chapar de alucinógenos

Guerreio com franco atiradores,sempre foi assim
Sou eu contra o mundo e o mundo contra mim
Nunca quiz sair como inocente nem como vilão
Eu sou ant-herói,sem saber oque predomina no meu coração

O horizonte tras novos ares assim como novas idéias
Idaí que sou maluco?idaí que não faço a coisa certa?!
Vários dizem oque querem e me julgam por ouvirem oque não quer
Mas eu não vou perder meu tempo com mané

Os grandes monstros desse mundo não me aterrorizam
Minhas letras são como espaço naves que aqui aterrizam
Eu tenho um alvo no meu corpo por isso que eles me miram
Mas eu to na paz,nas minhas orgias que suas minas participam!

Eu fumo mais um trago,escrevo mais um verso
Eu bebo mais uma dose,sem desvirtuar oque prezo
Várias noites passo em claro,poucas noites eu só rezo
Minhas atitudes eu ponho em palta,vivo do jeito que quero (2x)