Matielli Drunk - MATIAVELLI - Clickletras.com.br


Letra MATIAVELLI

Muitos Mcs falam merda, eu fico rindo
Suas rimas parecem putas gruindo
Sigo psicografando a vida com meus raps
Essa porra é terapêutica, serve de "Rehab"
Asfixiando mentes pseudo-complexas
Mentalidade de Joker deixando pessoas perplexas
Roubando oxigênio transpirando veneno
Deixando inimigos colocarem minha cabeça a prêmio

Essa porra não é competição, é lazer
Mas se quiser competir, eu vou vencer
Tenho pensamentos diabólicos, malignos
Então vou extingui-los como um câncer benigno
Aparecerei em velórios vestindo branco
Versos simbólicos nunca encantaram tanto
Essa porra parece faixa de gaza, Vietnam, eu entendo
Aljaazira, Nagazaki, Iroshima, 11 de setembro

Não me rendo, enforcando bruxas, tipo Hussein
Eu me intoxico o máximo, lembro Kurt Cobain
Vou sequestrar seu psicológico e destruí-lo
Seu cérebro cai em cacos, vou por no jantar e servi-lo
Quem tiver contra nessa porra, aniquilo
Eu nunca fiz questão de ter muitos amigos
Sinto o peso do mundo em uma caneta
Vou arrombar seus ideais como se fossem uma boceta

Eu passo por cima de tudo como um trator
Maquiavel foi o meu maior mentor
Tive como inspiração psicopatas infames
É bom me levar a sério, minha coragem é gigante

Um monstro acordou de seu sono profundo
Destruindo sonhos e descarregando cartucho
Andem de muletas porque vou quebrar suas pernas
Depois os dedos pra nunca mais escreverem merdas
O rap não morreu entre baseados, mulheres e festas
Essa porra ainda vive, espírito se manifesta
Exorcizo demônios que pensam que me afetam
Merdas falam merdas mas merdas desinfetam

É tipo um bombardeio, esconda-se o melhor que puder
Onde sentir-se seguro, aja como uma mulher
Peça perdão, ore pro seu Deus por redenção
Se pedir por piedade minha a resposta é: não!
Estou como em "Fora de Controle", "Genocídio", "Maníaco"
Uma máquina de agredir com tom lírico
Hip Hop não é puta pra ser comercializado
Tá na hora de eu fechar esse caixão e enterra-los

Canibalismo mental, lembro Hanibal Lecter
Sou vilão total, planos grandiosos como o Lex
Estou na sala, drogado vendo reprises de Muhammad Ali
Secando um litro de uísque pra que ideias vazem
Me sinto carrasco, fazendo cabeças rolarem
Incitando violência, fazendo amigos se matarem
Se essa porra é um jogo, me sinto bem estrategista
Conquistando território fazendo tudo ir pelos ares

Eu passo por cima de tudo como um trator
Maquiavel foi o meu maior mentor
Tive como inspiração psicopatas infames
É bom me levar a sério, minha coragem é gigante