Luiz Carlos Borges - Pedindo Cancha - Clickletras.com.br

Letra Pedindo Cancha

Eu sou igual o meu cavalo velho
Pedindo cancha pra me apresentar
Eu me entrevero em qualquer rodeio
E sapateio antes de dançar.
Não tem maneia que me prenda o pé
E se quiser eu danço a noite inteira
O mouro velho é bom pra cancha reta
E eu sou um atleta dançando a rancheira

E de-lhe mango e de-lhe espora
Que o meu cavalo é louco de atar
Se não sentir o toque da rancheira
Ele dão da carreira e não consegue andar

Quando o gaiteiro começa o floreio
Eu vou pro meio da sala dançando
Eu abro cancha pra tudo que é lado
Mais animado que um galo cantando
Numa rancheira ninguém me segura
E faço figura sem perder o embalo
Eu entro em danço em qualquer bochincho
E até relincho que nem meu cavalo