Jurandir da Mangueira - E Deu a Louca No Barroco - Clickletras.com.br

Letra E Deu a Louca No Barroco

Viveu em Vila Rica a Cinderela
Entre sonhos e quimeras
De raríssimo esplendor
Brilhou como o sol da primavera
E a beleza de uma flor (e assim)
E assim, imperando nos salões
Em seu doce delírio
Conquistou corações

Acalentou o ideal da liberdade
E transformou toda mentira
Na mais fiel realidade

Vai, contar histórias no infinito
Vai, não haverá amanhecer
Vai dizer que foi esculturada
Que sofreu por amor e foi amada

Musa inspiradora, luz de uma canção
Bailando na imensidão

Sinhá Olímpia, quem é você?
Sou amor, sou esperança
Sou Mangueira até morrer