Interruptores do Asfalto - Conversa entre dois - Clickletras.com.br

Letra Conversa entre dois

Faça o que eu digo e se arrependa agora mesmo
Não negue abrigo à quem te diz que sente medo
Não diga não para as pessoas que quebram seu coração
Procure cobras em ninhos de passarinho
Cave sua cova, seu ultimo abrigo
E desconfie das pessoas que sempre te estendem as mãos

Sinta a força do olhar que te acalma
Sinta a força destas mãos que te afagam as costas
Toda hora que tu choras e sutil pedes perdão

Não tenho mais vontade de emcobrir meus erros
Pra que mentir se já não temos mais segredos entre nós
Posso dizer que tua postura tão correta me atrai?
Já que demonstras teu amor quando me implora
Quando inventa uma desculap e não me deixa ir embora
Não tenha medo de implorar por outras coisas mais banais

Sinta o gosto do sangue que te alimenta
Sinta o calor de todo o fogo que te esquenta quando a sós
Tão insegura quanto frágil me mantens em tuas mãos