Insurreição! - Incontinência - Clickletras.com.br


Letra Incontinência

Eu me pego às voltas com esse pensamento
Que derruba cercas, desfaz argumentos
Se vem aos olhos é de arrepiar
Se sai palavra é de fazer tremer

É como um gás, um sopro virulento
Se expande explode esse compartimento
De tão temido é tido com paixão
De tão querido não se faz ação

Eu me pego em luta com esse pensamento
Que anda esguio de tanto que alimento
Ele é tão denso que nem dá pra ver
E tão esparso que dá pra pegar

É como um pulso, um baque violento
Que abre valas no engarrafamento
De generoso não retem quinhão
De tão contido não se faz nação

E já não cabe em mim...

É insuficiente
Este recipiente
A minha incipiente
Caixa craniana
Desliza em entrementes
Um fluido entre as mentes
Onde só a possibilidade é veemente
E todo oráculo se engana