Inocentes - Nada de Novo No Front - Clickletras.com.br


Letra Nada de Novo No Front

A história se repete mais uma vez
Na Bósnia, no Iraque tanto faz
Soldados marcham orgulhosos
Para seus generais

Baionetas caladas e trincheiras abertas
Fazem a terra sangrar
Obuses, projéteis destroem o silêncio
Sibilam no ar

Não há nada de novo no front
As guerras são tão iguais, são todas iguais

Bombardeiros incendeiam os céus
Tanques fuzilam o que não dá pra esmagar
Crianças brincam nos escombros
Do que antes foi um lar

Soldados voam pelos ares
Seus corpos se espalham pelo chão
Com muito orgulho uma medalha no peito
E um tiro no coração

Não há nada de novo no front
As guerras são tão iguais, são todas iguais

A guerra não acaba quando termina
Nem quando chega a paz
É que as feridas ficam abertas
Não cicatrizam jamais,jamais

Não há nada de novo no front
As guerras são tão iguais, são todas iguais