Edgar de Cedro - É Carlos Augusto Em Petrolina - Clickletras.com.br

Letra É Carlos Augusto Em Petrolina

Como foi Gonzagão lá no Exu
Como foi na Bahia o Lindú
É Carlos Augusto em Petrolina.

Carlos Augusto começou
Nessa área nordestina
Em um serviço de auto
Falante com idéia fina
No ano sessenta e dois
Na rádio rural se, pois
Fazer saga em Petrolina

Canudos viu conselheiro
Ser herói entre ruína
Padim Ciço em juazeiro
Mostrou pregação divina
No nosso Vale sem susto
Com Carlos Augusto
Pra história de Petrolina


Em Olinda foi Dom Helder
Arcebispo prá doutrina
Lampião em serra talhada
De punhal e carabina
E Carlos augusto da paz
Até hoje brilha de mais
Na historia de Petrolina

Pinto em monteiro foi
Rei do repente por sina
Gonzagão rei no exu
Do baião na concertina
Mas pioneiro robusto
No rádio é Carlos augusto
Na história de Petrolina

Pelé em três corações
É rei e o povo combina
E Roberto rei das canções
Petrolina em peso assina
Carlos augusto em primeiro
Foi pra missa do vaqueiro
E Jecana em Petrolina

Caruaru deu Vitalino
Com sua arte em cada esquina
Bahia deu Castro e Jorge
Amado que a história ensina
Petrolina é mais feliz
Com Carlos Augusto Amariz
Mito vivo em Petrolina.

Como foi na viola o Xudú
Como foi Vitalino em Caruaru
É Carlos Augusto em Petrolina