Bizarra Locomotiva - Êxtases Doirados - Clickletras.com.br

Letra Êxtases Doirados

Escondo a faca dentro de mim
Escondo a faca dentro de mim
Movo engrenagens de dôr
Movo engrenagens de dôr

Ranjo os dentes de prazer
Ranjo os dentes de prazer
Quando o couro rasga a pele
Quando o couro rasga a pele

Sinto a febre dentro de mim
Sinto a febre dentro de mim
Sinto a febre dentro de mim
Sinto a febre dentro de mim

Roças-me na vulva o egoísmo latente
Roças-me na vulva o egoísmo latente
Roças-me na vulva o egoísmo latente
Roças-me na vulva o egoísmo latente
Escorre o afecto...

Beijo os cascos do poder
Beijo os cascos do poder
Banhas-me de urina divina
Banhas-me de urina divina

Arremeças-me o prazer
Arremeças-me o prazer
Mumificado no doer
Mumificado no doer

Roças-me na vulva o egoísmo latente
Roças-me na vulva o egoísmo latente
Roças-me na vulva o egoísmo latente
Roças-me na vulva o egoísmo latente
Escorre o afecto...

Vergo-me possuído
Vergo-me possuído
Nós cortantes que apertam
Nós cortantes que apertam

Sou a presa fácil do cio
Sou a presa fácil do cio
Escravo das carícias alheias
Escravo das carícias alheias

Roças-me na vulva o egoísmo latente
Roças-me na vulva o egoísmo latente
Roças-me na vulva o egoísmo latente
Roças-me na vulva o egoísmo latente
Escorre o afecto...