Bizarra Locomotiva - O Cavalo Alado - Clickletras.com.br

Letra O Cavalo Alado

Cavalo alado
Guarda-me os sonhos
Cavalo alado
Em guarda pelos sonhos

Cavalo alado
Tu voas em ventania
Cavalo alado
Tua memória me agonia
Cavalo alado
Tu voas rasteiro
Cavalo alado
Como te odeio
E fica um gosto a fel
Cavalo alado, enjoo este corcel
Alarga, alarga um pouco
A corda mortal que me envolve o pescoço

Cavalo alado
Inundas-me as veias
Cavalo alado como me odeias

Cavalo alado recorda-me o passado
A galope por mim a dentro
Cavalo alado isto não é um lamento
A galope vou voar

Cavalo alado nunca te pedi para parares
Tudo o que de ti espero... é que me pares