Bizarra Locomotiva - Filhos do Holocausto - Clickletras.com.br

Letra Filhos do Holocausto


Faces Negras
Vestes cinzentas
Almas ausentes
Das suas bocas saem grunhidos

Lutas intermináveis
Amor ausente
Filhos ambivalentes
Dos seus corações vertia-se sangue

... No crepúsculo nefasto
Restam os filhos do holocausto...

Cogumelos psicadélicos
Culminar de um conflito
Ficam os filhos decadentes
Em sementes degradadas