Almir Sater - Galopada - Clickletras.com.br


Letra Galopada


Morena do meu apreço
Desconheço o que é cansaço
Feito nuvem de poeira apareço e me desfaço
Atrás do seu endereço
Que na carta veio errado
E viro o mundo pelo avesso,
Morena dos meus pecados

Na fogueira do teu beijo
Eu me queimo de bom grado
Se foi tão bom no varejo
Imagina no atacado, morena
Que nem caneta em mão inspirada
Vai deslizando igual queda d'água
Açoitando o vento eu vou seguir
Nesta galopada

Morena do meu apego
Logo chego em teu pedaço
Quero em tua cabeceira
Reservar o meu espaço
Pra viagem ser ligeira
Traço léguas no compasso
E só encontro meu sossego, morena
No seu abraço

Pra ter mais deste chamego
Que me deixa enfeitiçado
Crio asas de morcego e vou voando
Pro seu lado, morena
Que nem cometa em noite estrelada
Meu pensamento vai comendo estrada
Cavalgando o tempo a prosseguir
Nesta galopada