Almir Sater - Cortando Estradão - Clickletras.com.br


Letra Cortando Estradão

Montado a cavalo, cortando o estradão,
Assim é a vida que leva um peão,
Não tenho morada, não tenho rincão,
E não tenho dona no meu coração.

Montar burro bravo, é minha paixão,
Não encontro macho que jogue eu no chão,
Pra jogar um laço, também sou dos bons,
Em qualquer rodeio eu sou campeão !

Ai, como é bom viver sozinho no mundo,
Sem nada pensar,
O Sol vem saindo, eu já vou partindo,
E, quando anoitece, estou noutro lugar,
O Sol vem saindo, eu já vou partindo,
E, quando anoitece, estou noutro lugar.

Se olho no bolso, me falta dinheiro,
Amanso dois burros por trinta cruzeiros !
Se pego o transporte de uma boiada,
Eu sou convidado pra ser boiadeiro.

Ai, como é bom viver sozinho no mundo,
Sem nada pensar,
O Sol vem saindo, eu já vou partindo,
E, quando anoitece, estou noutro lugar,
O Sol vem saindo, eu já vou partindo,
E, quando anoitece, estou noutro lugar.

Se olho no bolso, me falta dinheiro,
Amanso dois burros por trinta cruzeiros !
Se pego o transporte de uma boiada,
Eu sou convidado pra ser boiadeiro.